sábado, 1 de novembro de 2008

Procurando o afikoman



Na festa de Pêssach, o AFIKOMAN é um pedaço de pão que é escondido das crianças que estão presentes no SÊDER DE PÊSSACH, a ordem festiva do culto doméstico na celebração de Pêssach. E após a refeição, o mesmo é procurado por elas e finalmente achado por uma delas, a qual é premiada. E esse pedaço de pão (MATZÁ), pão ázimo ou sem chametz, fermento ou levedura, o pecado, é repartido pelo número de pessoas presentes e comido por todos.


Compare com o subtítulo “Escondendo o Afikoman” da “A HAGADÁ DE PÊSSACH” editada pela Editora B’nai B’rith.

(Central Conference of American Rabbis, tradução de Kathe Windmuller, supervisão do Rabino Henry I. Sobel, (página 15) A HAGADÁ DE PESSACH, Editora B’nai B’rith, São Paulo - Brasil).

O termo grego ἀφικόμαν ou ἀφικόμην, AFIKOMAN ou AFIKOMEN quer dizer VENHO ou CHEGO, VOU e VOLTO... E isso faz sentido, pois fala dos três deslocamentos do Mashiach, Messias com relação ao céu e a terra.

Click com o mouse sobre a figura abaixo para que ela aumente de tamanho.



O verbo está no tempo “AORISTO 2”, na voz médio – passiva, 1ª pessoa, sing. ind. optativo.

Fonte: Isidro Pereira, S.J., Dicionário Grego - Português e Português - Grego, 5a. edição (1976) - Livraria Apostolado da Imprensa - Rua Boa Vista 591 - Porto - Portugal - (páginas 96/680/725).

Click com o mouse sobre a figura abaixo.


E foi exatamente isso que ele disse, através do salmista David inspirado pelo Ruach HaShem:

“Então disse: Eis aqui [vim]; no rolo do livro (Torah) está escrito de mim.” (Sl 40:7 [8]; Hb 10:7).

E depois de passados vários séculos desde que esse Salmo foi composto pelo rei David, certa vez, quando Yeshua ensinava os seus discípulos, ele disse:

"Eu [vim] em nome de meu Pai (HaShem)..." (Jo 5:43; Sl 118:26; Lc 13:35).

"O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu [vim] para que tenham vida e a tenham em abundância." (Jo 10:10).

“...[vou] para o Pai (HaShem)” (Jo 16:28).

“... [vou], e [venho] para vós...” (Jo 14:28).

Portanto, ele veio, foi para o céu e voltará.


relojes web gratis



Data e hora local em Israel



Embora o termo grego ἀφικόμαν, afikoman tenha sido usado pelo judaísmo tradicional para referir-se a uma sobremesa no final do Sêder de Pêssach, todavia esse termo grego não significa sobremesa, trata-se porém de um verbo, que pode ser usado também para referir-se a algo que vem ou que chega após uma refeição, a uma sobremesa.

Mas o termo grego para sobremesa mesmo é ἐπιδείπνιος, epideipnios e significa, o que chega, que vem, que sucede depois da refeição. E isso está em perfeita harmonia com um dos sentidos do termo grego ἀφικόμαν, afikoman, conforme mencionei acima.

Porém o termo grego ἀφικόμαν, afikoman é muito mais que isso, porque o mesmo pode ser usado também para expressar VENHO ou CHEGO, VOU e VOLTO, expressões que fazem alusão ao fato do Mashiach já ter vindo ao mundo físico, de ter ido para o céu e de algum dia voltar aqui na terra, na sua segunda vinda, conforme já foi dito.

Eis aqui a grande questão:

Se o termo grego ἀφικόμαν, afikoman não significa sobremesa, então por que os judeus tradicionais ao invés desse termo não escolheram o termo ἐπιδείπνιος, epideipnios que é a expressão grega para sobremesa?

Aqui está então a resposta para essa pergunta:

Se alguém é entendido em קבלה, Kabalah ou לקבל הקודש, lekabel hakodesh, recebimento santo, sagrado ou puro, não misturado, então compreenderá o סוד, sod, segredo, a אמק, 'omec, profundidade e o צפון, tzafon, escondido da revelação do Eterno.

Porque se eles escolhessem dar o nome de ἐπιδείπνιος, epideipnios para a matzá partida e escondida das crianças, para que a mesma servisse de sobremesa no final do Sêder de Pêssach, então esse termo não serviria para fazer alusão aos três deslocamentos do Mashiach Yeshua em relação ao céu e a terra, ou seja, que ele veio, foi para o céu e voltará, pois esse termo só serve para definir algo que vem após uma refeição, enquanto o termo ἀφικόμαν, afikoman pode ser usado tanto para expressar VENHO ou CHEGO, VOU e VOLTO.

Essa figura ao lado representa uma cena do Sêder de Pêssach, onde três crianças procuram o Afikoman.


Daí, concluímos que, ἀφικόμαν, AFIKOMAN quer dizer ter de volta ou voltar-se para aquilo que era seu, mas que por algum tempo ficou perdido ou oculto aos seus olhos. Isso nos faz lembrar daquilo que o emissário Yochanan, João deixou registrado:

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de D'us; aos que crêem no seu nome (Yeshua).” (Jo 1:11,12).

E também daquilo que disse o rabino Shaul, Paulo, mestre em Israel que reconheceu Yeshua como o verdadeiro Mashiach, Messias:

“Era mister que a vós se vos pregasse primeiro a palavra de D'us; mas visto que a rejeitais, e vos não julgais dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios; porque o Senhor assim no-lo mandou: Eu te pus para luz dos gentios (Is 42:6; 49:6), para que sejais de salvação até aos confins da terra.” (At 13:46,47).

Aquele que busca a D'us de todo o seu coração acha também o verdadeiro ἀφικόμαν, “AFIKOMAN” que é o próprio Yeshua ha Mashiach, o Messias. Então essa pessoa é saciada e verdadeiramente alimentada por ele. E quando alguém acha o Afikoman Yeshua, automaticamente também acha a D'us, pois foi o próprio HaShem quem enviou o Messias Yeshua ao mundo e é Ele mesmo quem o revela aos homens, pois o próprio Yeshua disse:

"...Por isso vos disse que ninguém pode vir a mim, se pelo Pai (HaShem) lhe não for concedido." (Jo 6:65).

"...ninguém conhece quem é o filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o filho, e aquele a quem o filho o quiser revelar." (Lc 10:22).

Portanto, quem acha o Afikoman Yeshua esse acha também o Pai, HaShem, pois Yeshua respondendo a Tomé, um de seus discípulos, disse:

"...Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim."
(Jo 14:6).

E D'us falou através do profeta Yrmiah, Jeremias o seguinte:

“E buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o ADONAI, e farei voltar os vossos cativos, e congregar-vos-ei de todas as nações e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o ADONAI, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei”. (Jr 29:13,14).

Yeshua declarou que ele mesmo é o pão da vida:

“Porque o pão de D'us é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. Eu sou o pão da vida”. “Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra”. “Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer desse pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”. (Jo 6:33,48,50,51).

Para a maioria dos judeus, entretanto, o ἀφικόμαν, AFIKOMAN continua escondido, mas para aqueles que buscam a HaShem de todo o seu coração (Jr 29:13,14), o próprio HaShem os conduz na direção certa para acharem o Afikoman Yeshua, o Messias. E felizes são os que acham o ἀφικόμαν, AFIKOMAN, para que sejam alimentados dele, no corpo físico, psicológico e espiritual.

Yeshua disse ainda para um rabino (mestre) de Israel:

“...Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.” (Mt 18:3).

A foto abaixo mostra uma criança sendo recompensada por ter achado o Afikoman.


Não é de se admirar que o ἀφικόμαν, AFIKOMAN só é procurado por crianças, pois elas têm a simplicidade e humildade que D'us espera encontrar em todos aqueles que o buscam em espírito e em verdade. Porém enquanto o ser humano estiver cheio de soberba em seu coração e desse modo procurar por D'us, então D'us nunca se deixará ser achado por esse indivíduo. Pois as Escrituras nos afirmam que Ele resiste aos soberbos, porém dá graça aos humildes (Tg 4:6). Mas quando esse homem se humilha e procura por D'us de todo o seu coração, aí então, D'us se deixa achar por ele. Não é tão simples assim achar o Afikoman, porque é necessário que se tenha muita força de vontade para isso, pois tem que ser de todo o coração, de toda a alma e de toda a força, conforme diz o SHEMA. (Devarim, Deuteronômio 6:4,5).

Amigo israelita ou não israelita, o Afikoman Yeshua, espera que você o busque ou procure-o de todo o seu coração, pois somente assim Ele se deixará achar por você. Ele é o Salvador ungido por D'us para te libertar da morte, de Satanás e de todo o seu reino tenebroso, para a liberdade dos filhos de D'us e para a vida eterna.

“BARUCH ATÁ ADONAI ELOHEINU
MELECH HA-OLAM ASHER KIDSHANU
B’MITZVOTAV V’TZIVANU
AL ACHILAT MATZÁ”
.

“BENDITO SEJAS TÚ, Ó ETERNO NOSSO D'US, REI DO UNIVERSO QUE SANTIFICA NOSSAS VIDAS COM MANDAMENTOS E NOS ORDENOU ACERCA DO COMER DA MATZÁ”. (A HAGADÁ DE PESSACH – página 28).

Portanto, a própria Hagadá de Pêssach admite que o Eterno nos ordena a comer dessas matzot, e conforme já falamos, uma delas é chamada de afikoman, o qual simboliza Yeshua, significando que o Eterno nos ordena a comer de Yeshua, pois Ele é o pão vivo que desceu do céu. (Jo 6:51).

Yeshua deu um novo sentido ao Sêder de Pêssach na sua última celebração do mesmo, quando estabeleceu uma Nova Aliança. (Mt 26:17, 20 e 28) compare com (Ex 12: 5, 6, 15 e 18; Jr 31:31-33).

Essa celebração de Pêssach, por Yeshua, aconteceu, após a 12a hora do dia 13 de nissan, terça-feira do ano 30 da era comum, isto é, exatamente nas primeiras horas da noite de quarta-feira, dia 14 de Nissan, véspera de Pêssach; já que a virada do calendário religioso judaico, se dá às 18:00h no calendário civil ou ao pôr-do-sol, quando se inicia a noite de uma nova data no calendário religioso.

O cordeiro de Pêssach era sacrificado no Templo no dia 14 de Nissan à tarde (hora nona no calendário judaico ou quinze horas no calendário gregoriano), hora essa em que Yeshua já estaria crucificado e sendo morto naquela quarta-feira, pois ele é o próprio Cordeiro de Pêssach. Por isso mesmo, Yeshua, o verdadeiro Cordeiro de D'us que tira o pecado do mundo (Jo 1:29) não poderia celebrar o Pêssach na hora correta, do contrário ele não cumpriria essa profecia de ser sacrificado como o cordeiro de Pêssach, daí ele e seus discípulos anteciparam sua celebração para a noite de 14 de Nissan ao invés de ser após a tarde desse mesmo dia, ou seja, nas primeiras horas da noite de 15 de Nissan.

Veja esse texto abaixo copiado dum artigo em espanhol sobre o Sêder de Pêssach, através do qual se prova que a última celebração do Sêder de Pêssach por Yeshua com seus talmidim, discípulos não foi com o cordeiro de Pêssach e sim com "El Qorban Jaguiga":

"La Bandeja del Seder contiene: 1: "Zroa", un hueso con carne ligeramente asada, que
representa el "Korban Pesaj" (sacrificio pascual), 2: "Beitza", un huevo cocido, representando el
"Korban Jaguiga", sacrificio en honor de la fiesta, que se comia antes del Korban Pesaj,..."

E veja mais esse texto de outro artigo em espanhol, que fala também sobre o Cordeiro de Pêssach e o Karban Haguiga:

"También se ofrecía los otros Karbanot (sacrificos) como el Karban Haguiga el sacrifico de la fiesta. El Sacrifico de la fiesta se comía primero para demostrar que estábamos comiendo el carnero en la noche de Pesach – no por su sabor pero para completar la Mitzva de Pesach."

“Por uma comparação dos quatro evangelhos, fica bem evidente que Jesus e seus discípulos não observaram a Páscoa, no mesmo tempo que os judeus, mas vinte e quatro horas mais cedo”. (Scroggie, Graham Dr., em suas notas diárias, etc. – S.E. McNair, A Bíblia Explicada, CPAD, 9ª edição – 1987).

A palavra grega usada em Mt.26:17, para expressar pães ázimos é αζυμων (ázymon) que significa: dos ázimos ou dos sem fermento, “Festa dos Ázimos”. A última celebração do Sêder de Pêssach por Yeshua não foi com pão comum ou fermentado, do contrário ele estaria transgredindo a lei de D'us (Ex 12:8).

Portanto, essa matzá (pão ázimo) sem fermento (pecado), simboliza o corpo do Mashiach Yeshua, o nosso “AFIKOMAN”, comamos todos dele, amén.

“Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Adon Yeshua, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim...”. (I Co 11:23,24).


A RECEITA DA MATZÁ

- Farinha de trigo.
- E água.

Assim como o trigo é moído até que se transforme na farinha com que se faz a matzá, assim também o Messias Yeshua foi “...moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” (Is 53:5).

E assim como a água sacia a sede do homem, assim também aqueles que já acharam o AFIKOMAN podem ser saciados da sede de sua alma, pela água da vida que somente o Messias tem para nos dar:

“Mas aquele que receber da água que Eu lhe der nunca terá sede, por que a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” (Jo 4:14).

A ausência do chametz (fermento) torna a massa perfeita e inalterável, assim também, Yeshua não tinha chametz (fermento) que simboliza o pecado; pois o cordeiro de Pêssach deveria ser sem mancha, sem mácula, sem defeito algum, e por assim dizer imutável também. (Ex 12:5; Lv 22:19-22). 


Esse vídeo mostra várias crianças procurando o afikoman.


Quando uma criança acha o AFIKOMAN, todas as pessoas na casa ficam alegres e desfrutam da paz. Assim também todos aqueles que acham o Messias Yeshua encontram a verdadeira alegria e a verdadeira paz que somente Ele tem para dar, pois o profeta Isaías disse que o Messias é o שר־שלום, Sar Shalom, Príncipe da Paz (Is 9:6). 


BIBLIOGRAFIA E ETMOLOGIA DE ALGUNS TERMOS GREGOS DERIVADOS DO VERBO ἀφίγμαι, AFIGMAI:

1) ἀφικόμαν ou ἀφικόμην, AFIKOMAN ou AFIKOMEN = VENHO, VOU, VOLTO, CHEGO...

Esses dois termos querem dizer a mesma coisa, conforme nos diz o dicionário grego - português e português - grego mencionado abaixo na página 725, onde aborda esse tema dos dois sufixos - μαν (MAN) e μην (MEN).

Click com o mouse sobre a figura abaixo.


Portanto, “AFIKOMAN” é igual a “AFIKOMEN”, mudando apenas o sufixo MAN para MEN, mas sem alterar o sentido.

E conforme já disse, o verbo está no tempo “AORISTO 2”, na voz médio – passiva, 1ª pessoa, sing. ind. optativo. Isidro Pereira, S.J., Dicionário Grego - Português e Português - Grego, 5a. edição (1976) - Livraria Apostolado da Imprensa - Rua Boa Vista 591 - Porto - Portugal - (páginas 96/680/725).

ἀφικόμην, AFIKOMEN, também quer dizer, ALCANÇO, CHEGO (aos ouvidos, ao conhecimento de outros) W.C. Taylor, dicionário do N.T. grego – (página 39).

2) ἀφικνέομαι, AFIKNEOMAI = IR, VIR, VOLTAR, CHEGAR..., segundo Isidro Pereira, S.J – (páginas 96 e 680).

Click com o mouse sobre a figura abaixo.


ἀφικνέομαι, AFIKNEOMAI quer dizer também, CONHECER, conforme esse outro termo ἀφίκετο, AFIKETO (conhecida) derivado do mesmo verbo. (Romanos 16:19).

a) – F. WILBUR GINGRICH/FREDERICK W.DANKER, LÉXICO DO N.T. GREGO – PORTUGUÊS, Edição Vida Nova, S.Paulo – SP – 1984 (página 39).

b) - FRITZ RIENECKER / CLEON ROGERS, traduzido por Gordon e Julio Paulo T. Zabatiero, CHAVE LINGÜÍSTICA DO N.T. GREGO PORTUGUÊS, Soc. Relig. Editora Vida Nova, S.Paulo – SP – 1979 (Página 283). (ATINGIR, IR DE, DAÍ, CHEGAR).

3) ἀφικέομαι, AFIKEOMAI = IR, VIR, VOLTAR, CHEGAR..., segundo Isidro Pereira, S.J. – (página 96).

Click com o mouse sobre a figura abaixo.



Todos esses termos são derivados do mesmo verbo ἀφίγμαι, AFIGMAI no tempo "PERFEITO", que quer dizer: CHEGAR, IR, VIR, CHEGAR ATÉ, VOLTAR, conforme figura da página do referido dicionário de Isidro Pereira, S.J., mencionado acima.


TRANSLITERAÇÃO E TRADUÇÃO DE OUTROS TERMOS DO N. T. GREGO E SEUS SIGNIFICADOS TESTIFICANDO DOS TRÊS DESLOCAMENTOS DO MESSIAS YESHUA EM RELAÇÃO AO CÉU E A TERRA:

ἥκω, ÉKO = Estou aqui, tenho vindo.
ἔρχομαι, ERKOMAI = Vou e Venho *
πορεύομαι, POREUOMAI = Vou
ὑπάγω, UPAGO = Vou

São palavras do Novo Testamento grego.

“THE GREEK NEW TESTAMENT”
American Bible Society…
Printed in West Germany – 1976.

Os verbos citados anteriormente são usados nos seguintes textos:

Hebreus 10:7 - ἥκω - ÉKO = Estou aqui, tenho vindo. Este verbo tem o sentido do perfeito. (Chave lingüística do Novo Testamento Grego – pág. 520)

O texto original grego de Hb 10:7 faz referência ao Sl 40:7 ou versículo 8 no A.T. hebraico ou Tanach. E o autor da referida carta, de nome desconhecido, empregou o verbo ἥκω (ÉKO) que foi traduzido por “venho”, conforme consta da tradução da Bíblia por João Ferreira de Almeida, revista e corrigida, edição CPAD de 1995; usando “venho”, tanto para Hb. 10:7, como para Sl. 40:7 (8), este último, traduzido do verbo hebraico באתי (BA’TIY), da raiz (beit, váv e álef) o qual significa VIM.

Usando o verbo "vir" a frase fica assim:

"...Eis aqui vim (ao mundo) no rolo do livro (Torah) escrito está de mim”. (Sl 40:7 [8]).

E usando o verbo "entrar" ela fica assim:

“...Eis aqui entrei (no mundo) no rolo do livro (Torah) escrito está de mim”.

Esse mesmo verbo ἥκω (ÉKO) é usado também no livro de Jo 11:42, que a Bíblia de Jerusalém, Edições Paulinas, 1981 – S. Paulo – Brasil, traduziu por “venho”.

Veja também o Léxico do N. T. Grego/Português, já mencionado neste estudo, na página 94.

João 16:28 - πορεύομαι, POREUOMAI - VOU.
João 14:28 - ὑπάγω, UPAGO - VOU.
João 14:28 - ἔρχομαι, ERKOMAI - VENHO.

Este último verbo funciona como o verbo inglês TO COME e o AFIKOMAN grego. *

Entretanto, no original hebraico o termo באתי (BA’TIY) significa VIM, pois o verbo está no pretérito.

Daí, cremos que as três matzot de Pêssach simbolizam, entre outras coisas, os três deslocamentos do Mashiach em relação ao céu e a terra:

1) Ele veio,

2) foi para o céu

3) e voltará.

E uma coisa muito curiosa é o fato do Afikoman ser identificado exatamente como parte da matzá do meio, pois isso nos revela um outro סוד, sod, segredo ou mistério:

Porque o primeiro deslocamento do Messias é representado pela primeira matzá. O segundo deslocamento do Messias é representado pela segunda matzá ou a do meio, que é quebrada e cujo pedaço se chama Afikoman. E o terceiro deslocamento do Messias é representado pela terceira matzá.

E isso se torna num fator determinante para uma pergunta:

Por que o Afikoman não poderia ser parte de uma das outras duas matzot?

A resposta para isso é que:

1) O primeiro deslocamento do Messias é identificado pelo período em que ele veio do céu e viveu entre nós aqui na terra como um ser humano até a sua morte como o sacrifício único, porém perfeito, suficiente e eterno à D'us, pelos nossos pecados.

2) O segundo deslocamento do Messias é identificado pelo período em que ele morreu, foi sepultado, ressuscitou, foi para o céu e de lá ele intercede por nós junto ao Pai, D'us. De forma que o segundo deslocamento do Messias é representado por essa matzá que é quebrada ou partida, significando o corpo do Messias sendo sacrificado por nós, pois o Afikoman representa o corpo dele, conforme ele mesmo disse quando celebrava o seu último Pêssach. (1 Co 11:24). E por isso mesmo o Afikoman não poderia ser parte de nenhuma das outras duas matzot, pois elas fazem alusão aos outros deslocamentos do Messias.

3) E o terceiro deslocamento do Messias é identificado pelo período em que ele voltará aqui na terra, para reinar em Israel e sobre todas as nações.


"Barukh haba BeShem Adonai!..." (Tehilim 118:26).

"Bendito é aquele que vem em nome do Senhor (o Eterno)!..." (Sl 118:26; Lc 13:35).


Conclusão:

Concluindo esse estudo, faremos a seguir uma síntese dos três deslocamentos do Mashiach em relação ao céu e a terra, os quais podemos dizer que são simbolizados pelas três matzot de Pêssach:

- Primeiro deslocamento:

אז אמרתי הנה־באתי במגלת־ספר כתוב עלי׃

באתי - hebraico (BA'TIY) = VIM. "Então disse: Eis aqui vim, no rolo (Torah) do livro está escrito de mim". (Tehilim, Sl 40:8 do Tanach ou Sl 40:7 em Bíblias de língua portuguesa).

- Segundo deslocamento:

ηκουσατε οτι εγω ειπον υμιν υπαγω και ερχομαι προς υμας ει ηγαπατε με εχαρητε αν οτι πορευομαι προς τον πατερα οτι ο πατηρ μειζων μου εστιν.

υπαγω - grego (UPAGO) = VOU. "Lembrem-se do que vos disse: vou, mas volto de novo para vocês. Se realmente me amam, sentir-se-ão felizes, pois agora posso ir para o Pai, que é maior do que eu”. (Jo 14:28).

- Terceiro deslocamento:

ηκουσατε οτι εγω ειπον υμιν υπαγω και ερχομαι προς υμας ει ηγαπατε με εχαρητε αν οτι πορευομαι προς τον πατερα οτι ο πατηρ μειζων μου εστιν.

ερχομαι - grego (ERKOMAI) = VENHO ou VOLTO. "Lembrem-se do que vos disse: vou, mas volto de novo para vocês. Se realmente me amam, sentir-se-ão felizes, pois agora posso ir para o Pai (O ETERNO), que é maior do que eu”. (Jo 14:28).

O Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo:

O fato de estar no passado o verbo באתי, ba'atiy (VIM) significa que o Ruach HaShem ao inspirar o rei David para escrever esse cântico (Tehilim, Sl 40:8 do Tanach ou Sl 40:7 em Bíblias de língua portuguesa) já tinha como consumada toda a trajetória do Mashiach aqui na terra...

E com isso concorda a Brit ha Chadashah quando diz:

"... esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que FOI MORTO desde a fundação do mundo." (Ap 13:8).

Porque para D'us, pela sua onisciência, tudo já está consumado, ou seja, tudo que aconteceu, que acontece ou que acontecerá na terra e no universo já está escrito no seu livro como no passado. Um exemplo disso é o próprio livro do Apocalipse, pois nele D'us revela o futuro da raça humana, dos anjos e de toda sua criação, COMO SENDO TUDO ISSO JÁ CONSUMADO.
Lehitraot.

פולוס וואלי ✡

Nota sobre minha assinatura:

"Origem judaica dos sobrenomes Valle, Vale.

פולוס - Polos / Paul / Paulo

וואלי - Valley / Valle / Vale

Porque o meu sobrenome Vale deveria ser com duas letras "L", mas por um erro do Cartório só tem uma.

Portanto, abaixo faço referência a um Rabino de renome com esse sobrenome Valle (וואלי):



Postar um comentário