terça-feira, 11 de novembro de 2008

Objetivos das duas vindas do Mashiach à terra



PRIMEIRA VINDA DO MASHIACH:

O Mashiach na sua primeira vinda veio como um humilde servo sofredor, e também como um fraco e manso cordeiro. (Yeshayah, Isaías 53). O Cordeiro de D'us que tira o pecado do mundo, na linguagem de Yochanan. (Yochanan, João 1:29,36).

Acesse aqui para saber mais sobre esse humilde servo sofredor e esse cordeiro descrito por Yeshayahu.


relojes web gratis



Data e hora local em Israel




Em sua primeira vinda o Mashiach daria maior ênfase a esses dois ministérios:

a) Profético

b) Sacerdotal

Ministério Profético do Mashiach:

O profeta Daniel profetizou a primeira vinda do Mashiach, dizendo que ele seria tirado (morto) antes da destruição da cidade de Jerusalém. (Daniel 9:25,26).

E nós sabemos que Jerusalém foi destruída no ano 70 da era comum, conforme a história da civilização nos comprova. Portanto essa é uma profecia sobre o Mashiach, na qual se prova que sua primeira vinda já se cumpriu.

Vejam o testemunho desse rabino ortodoxo que descobriu a verdade sobre a profecia das setenta semanas de Daniel. Trata-se do rabino Leopold Cohn, nascido em Berezna, na Hungría em 1862. Eis aí parte do texto em espanhol que contem o testemunho do rabino Cohn:

"Servir como un rabino itinerante le mantuvo a Leopold ocupado; pero nunca tan ocupado como para dejar de lado su interés por el misterio del Mesías. El primer pensamiento que tuvo fue estudiar Daniel, pero pronto recordó que había una advertencia en el Talmud contra cualquiera que estudiara lo concerniente al fin de la era, especialmente, aquellas secciones de Daniel que se refieren a la venida del Mesías y al final de los tiempos. Al respecto, comenta:

"Yo pensaba que en el minuto en que yo abriera para leer aquella parte de Daniel, un relámpago vendría del cielo y me mataría. Pero, otro pensamiento vino, sugiriéndome que aquellos talmudistas que habían hecho declaraciones debían ellos mismos haber estudiado Daniel y las otras Escrituras, concerniente a la venida del Mesías, y que si ellos lo hicieron, él también podría hacerlo. Con temor y temblando, abrí el libro, di una mirada tomando especial importancia en el capítulo noveno. Mi búsqueda me guió a culparme a mí mismo por sospechar de las santas palabras de los hombres sabios. Mientras profundizaba aquella mirada, ya que era totalmente ignorante de Jesús (Yeshua) el Mesiás, y por lo tanto no podía entender completamente que el Mesías debería haber muerto por nuestros pecados. Pronto, me di cuenta que el Mesías debió haber venido cerca de 400 años después que el ángel le habló a Daniel sobre las 70 semanas. Hubo una alegría en mi corazón por encontrar la verdad; que el Mesías había venido en aquel tiempo, de acuerdo a Daniel 9:24. Pero era un gozo mezclado con dolor."
Se vocês sabem ler em inglês, então conheçam mais sobre o testemunho do rabino ortodoxo Leopold Cohn.

E o próprio Mashiach Yeshua exercendo esse ofício ou ministério profético profetizou sobre a destruição da cidade de Jerusalém e também do Templo. (Mateus 24:1,2; Lucas 21:20-24).

Confiram isso nesse outro texto também:

“E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a D'us em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto, dizendo: Baruch ha ba beShem Adonai! Bendito o que vem em nome de Adonai! Paz no céu e glória nas alturas! E disseram-lhe dentre a multidão alguns dos fariseus: Rabino, repreende os teus talmidim, discípulos. E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão. E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! Se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas, agora, isso está encoberto aos teus olhos. Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todas as bandas, e te derribarão, a ti e a teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação." (Lucas 19:37-44).

Ministério Sacerdotal do Mashiach:

Como Sumo Sacerdote o Mashiach ofereceu-se como sacrifício de um cordeiro perfeito, sem mancha e sem ruga (sem pecado) por toda a humanidade. Sendo Ele mesmo o preço da nossa redenção. E hoje o Mashiach intercede ao Eterno pelos seus talmidim, discípulos tal qual fazia o Sumo Sacerdote pelo povo israelita. E foi exercendo esse ofício ou ministério sacerdotal que Yeshua fez a famosa oração intercessória à D'us, o Pai pelos seus talmidim, discípulos. (Yochanan, João 17:1-26).

O Sumo Sacerdote da Ordem Levita vestia-se de roupas simples para a expiação no Yom Kipur, Dia do Perdão (Vayicrá, Levítico 16:4,32), e logo após despia-se das suas vestes humildes e se revestia de suas vestes gloriosas; e se apresentava ao povo, que o aguardava sempre com ansiedade para saber se seus pecados haviam sido perdoados por D'us. (Vayicrá, Levítico 16:23,24).

Yeshua também se despiu primeiramente de suas vestes gloriosas do céu e se revestiu de vestes humildes, tomando nossa forma humana, para se apresentar como o Cohen Gadol, o Sumo Sacerdote. E ser ele mesmo também o próprio cordeiro sendo sacrificado, para nossa expiação e redenção. E depois ele se despiu das vestes humildes e se revestiu de suas vestes gloriosas, para aparecer de novo como vitorioso diante dos olhos de todos, até dos seus inimigos, quando da ressurreição no juízo final.

O Sumo Sacerdote da Ordem Levita com suas vestes gloriosas, após oferecer o sacrifício anual era um tipo do Mashiach, o Sumo Sacerdote da Ordem de Melquisedeque com suas vestes resplandescentes e gloriosas, diante de D'us no céu, à sua destra, após o seu sacrifício ter sido aceito por HaShem.

O rei Davi foi usado pelo Ruach ha Shem para profetizar sobre o ministério sacerdotal de Yeshua, conforme verso abaixo:

“Jurou o Eterno, e não se arrependerá: Tu és um Sacerdote Eterno, segundo a Ordem de Melquisedeque”.
(Tehilim, Salmo 110: 4).

Yeshua apesar de ser chamado de Hanatzri (o renovo), o Nazareno, pois viveu a maior parte da sua vida em Nazaré, aldeia da região da Galileia, contudo nascera em Beit Lechem (casa do pão), que é Belém da Judéia. Ele pertence a linhagem do rei Davi, sendo seu herdeiro direto ao trono. Sendo que a tribo sacerdotal era a de Levi, o que a primeira vista, parece ser uma contradição bíblica, pois a Ordem Sacerdotal Levita também foi instituída pelo Eterno. Porém o Eterno jurou que o Mashiach pertenceria a uma outra ordem sacerdotal, a Ordem de Melquisedeque, que ao contrário da Ordem Levita não necessita de comprovação genealógica para que alguém se torne um sacerdote da mesma. Porque na Ordem Sacerdotal Levita para que um homem exercesse o ofício sacerdotal era preciso que ele comprovasse sua descendência levita pela árvore genealógica. Mas o Mashiach Yeshua não precisou disso para exercer seu ministério sacerdotal, pois Ele pertence a uma outra ordem sacerdotal – a Ordem Eterna de Melquisedeque, uma ordem superior a dos levitas por alguns motivos, dentre eles esses:

1 - Por não ser necessário comprovação genealógica para se exercer o ofício sacerdotal, conforme já exposto acima;

2 - Porque o Sumo Sacerdote Yeshua nunca é substituído por outro como na ordem levita;

3 - Porque nessa Ordem Sacerdotal de Melquisedeque o Sumo Sacerdote Yeshua entrou uma só vez no Santíssimo Lugar, o qual não é terreno e sim celeste, para oferecer não por si, mas por toda raça humana um só sacrifício perfeito, puro, suficiente e eterno à D'us, para redenção, não sendo preciso ser repetido todos os anos como na Ordem Levita o Sumo Sacerdote fazia;

4 - E também porque o Mishkan, Tabernáculo ou o Beit ha Mikdash, Templo onde os sacerdotes da Ordem Sacerdotal de Melquisedeque exercem o ofício não está aqui na Terra e sim no céu, como o próprio D'us disse para Moshe, Moisés, quando lhe dava ordens para fazer o Mishkan, Tabernáculo que o fizesse conforme o modelo que ele viu no monte. Ora esse modelo é o próprio Mishkan, Tabernáculo celestial. (Shemot, Êxodo 25:40; Bemidebar, Números 8:4 comparados com Hebreus 8:5; 9:11,12). Maiores detalhes sobre o Mishkan, Tabernáculo que Moshe construiu e o ofício sacerdotal nele realizado em comparação com o seu modelo, o Mishkan, Tabernáculo celestial e o seu ofício sacerdotal estão descritos na Carta aos Hebreus da Brit ha Chadasha, a Nova Aliança, mais especificamente nos seguintes capítulos e versículos: Hebreus 5:1-10; 7:1-28 até 10:18. Convém que seja lido também esse texto em Hebreus 12:22-29.


SEGUNDA VINDA DO MASHIACH:

Ministério Real do Mashiach:

O Mashiach na sua segunda vinda não virá mais como um humilde servo sofredor e nem como um fraco e manso cordeiro, mas sim revestido de poder e autoridade de rei, e forte e valente como um leão. Pois ele é o Leão da Tribo de Judá!


O ministério real do Mashiach somente terá cumprimento total e final, quando todos os seus inimigos forem postos, pelo Eterno, sob os seus pés. (Tehilim, Salmos 110:1).

D'us usou os lábios do rei Davi, para profetizar sobre o ministério real do Mashiach de Israel, ao qual, Davi chama de “meu Senhor”:

“Disse o Eterno ao meu Senhor: assenta-te a minha mão direita, até que ponha os teus inimigos sob teus pés”
. (Tehilim, Salmo 110: 1).

E o profeta Daniel profetizou sobre a segunda vinda do Mashiach, o Filho do Homem, para reinar sobre Israel e todas as nações, sendo o seu reino o único que não terá fim. Nessa visão Daniel viu o Eterno, descrito como um “Ancião de Dias”, o qual sentou-se sobre um trono de fogo. (Daniel 7: 9). “Até que veio nas nuvens do céu um como o FILHO DO HOMEM” (expressão muito usada por Yeshua, referindo-se a si mesmo: “e então verão vir o FILHO DO HOMEM numa nuvem, com poder e grande glória”. – Lucas 21: 27), “o qual se dirigiu ao Ancião de Dias, o Eterno... E foi-lhe dado o domínio e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino o único que não será destruído.” (Daniel 7: 13, 14).

Portanto, esses dois ofícios ou ministérios sacerdotal e real de Yeshua são eternos. Porque ele é tanto sacerdote, como rei desde a eternidade no coração do Eterno. Baruch HaShem! Bendito seja o seu Nome!

Na primeira vinda o Messias viria para sofrer como Ben Yosseph, filho de José. Esse José foi rejeitado e vendido pelos próprios irmãos. Mas D'us o ajudou, o exaltou e fez com que ele vencesse todos os seus inimigos; assim também Yeshua foi rejeitado pelo seu próprio povo e vendido também, por um de seus discípulos por trinta moedas de prata.

E na sua segunda vinda o Messias virá como Ben David, o filho de Davi e seu herdeiro direto ao trono para assumir o seu reino em Jerusalém, sobre todas as nações. Yosseph, depois de muito sofrer, finalmente foi recompensado por D'us, o Eterno. Assim também Yeshua depois de todo o seu sofrimento, também será recompensado e exaltado pelo Eterno, quando voltar como o filho de Davi. Davi foi um rei vitorioso, o qual pré-figura a pessoa de Yeshua, seu herdeiro ao trono, que na sua segunda vinda há de reinar vitoriosamente sobre toda a Terra, a partir de Jerusalém.

Agora Yeshua é o “Cordeiro de D'us” que tira o pecado do mundo (Yochanan, João 1:29), o Redentor, o Sacerdote Eterno segundo a Ordem Sacerdotal de Melquisedeque, o Advogado e o צָפְנַת פַּעְנֵחַ, Tzaphenat Paenêach, que literalmente quer dizer Intérprete dos Mistérios, título este concedido por Faraó à Yosseph, José por ele ter interpretado seu sonho (Bereshit, Gênesis 41:45). E por isso mesmo Yosseph veio a ser o Salvador do Mundo da época, tipificando Yeshua ha Mashiach como o Intérprete dos Mistérios de D'us por excelência e o Salvador do Mundo de todas as épocas.

Portanto, conforme já falamos acima, Yeshua voltará, mas ele não virá mais como um cordeiro, sinal de fraqueza e mansidão, mas sim como um leão, símbolo de fortaleza e valentia, porque ele é o “Leão da Tribo de Judá” que venceu (Apocalipse 5:5), o Rei dos reis e Senhor dos senhores (Apocalipse 17: 14) e o Juiz por Excelência.

Nota:

O judaísmo anterior ao nascimento de Yeshua acreditava que o Mashiach poderia vir de duas formas.

Acesse o vídeo postado no Facebook e comprove isso.


Acreditamos ser esses os principais objetivos das duas vindas do Mashiach à Terra.

ברוך השם כי ישוע הוא מלך של מלכים !

Bendito seja D'us porque Yeshua é o Rei dos reis!

Lehitraot.

פולוס וואלי ✡

Nota sobre minha assinatura:

"Origem judaica dos sobrenomes Valle, Vale.

פולוס - Polos / Paul / Paulo

וואלי - Valley / Valle / Vale

Porque o meu sobrenome Vale deveria ser com duas letras "L", mas por um erro do Cartório só tem uma.

Portanto, abaixo faço referência a um Rabino de renome com esse sobrenome Valle (וואלי):



Postar um comentário